A saia rodada está de volta!

Preen, Chloé, Louis Vuitton e Lanvin foram apenas algumas das grifes que apostaram na peça, romântica e ao mesmo tempo retrô, em suas coleções. Das passarelas, ela desembarcou direto nas lojas. Sua história começa ainda na década de 1940. Embalada pela ousadia de Dior, que lançou o New Look e sua saia construída com metros e metros de tecido em godê guarda-chuva, a novidade foi tendência forte no pós-guerra – um sucesso que duraria quase vinte anos. Nos anos 1980 e 1990, ensaiou um tímido retorno. E agora deve emplacar por um tempo novamente. Para usar sem erro, compense o volume da parte debaixo com tops sequinhos, bem como mestre Dior ensinou.

A moda atingiu seu auge na década de 1950. Virou uma febre tanto nos looks do dia quanto em produções chiquérimas para a noite. As versões eram as mais variadas: pintadas, bordadas, estampadas, com aplicações de feltro, com reproduções de quadros famosos de artistas como Picasso e Dalì. Muitas delas eram armadas com saiotes de crinolina, usados por baixo. Algumas das estampas mais fantásticas eram feitas no México, nessa época destino preferido dos americanos endinheirados. Cenas típicas da vida mexicana eram impressas em bloco e depois pintadas a mão.

A saia rodada fazia a transição perfeita do dia para a noite. Era uma alternativa chic ao cocktail dress. Com tecidos nobre, como sedas e tafetás e até com sobreposição de rendas, elas ficavam perfeitas para uma festa. Tanto que fizeram parte das coleções da maioria das grifes importantes ao longo dos anos 1950: além de Dior, Balenciaga e Fath embarcaram na onda. Atrizes como Lauren Bacall e Audrey Hepburn ajudaram a popularizar a saia, usando-a com simples camisas, cintos largos e sandálias para um visual casual mas elegante. Nos anos 1960, mesmo com a tendência Mod e os vestidos tubinho, a saia rodada ganhou novas versões, ficou mais moderna e continuou firme e forte. Fonte: The Circle Skirt / Stylesight .

Desfiles Preen, Chloe, Louis Vuitton e Lanvin

 

Look anônimo, dos anos 1940, entre dois Dior 1947.

 

Looks da década de 1950.

 

Audrey Hepburn, Louise Dahl Wolfe e Lauren Bacall: anos 1950.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: