As cinco escolas de moda mais tradicionais do mundo

No Brasil, a atividade acadêmica no campo da moda vem crescendo nos últimos anos. Para se ter uma ideia, somente em um colóquio realizado em setembro de 2010, cerca de 300 trabalhos acadêmicos foram apresentados, mostrando que os estudos na área estão em ebulição.

Mas se você faz parte do time de pessoas que sonha em estudar moda fora do Brasil, listamos as cinco maiores escolas do mundo. A lista foi formulada pelo site Fashionista, que entrevistou estudantes e empresas que empregam recém-graduados na área. Confira as eleitas:

Fashion Institute of Technology – FIT

WIKIMEDIA COMMONS
Fashion Institute of Technology Fashion Institute of Technology

Local: Nova York, EUA

Um dos destaques do FIT é o bom mix entre os cursos de arte e business. Além disso, por estar localizado em uma das capitais mundiais da moda, o instituto mantém boa relação com estilistas e profissionais da indústria da moda, colocando-os em contato com os alunos por meio de diversos workshops, por exemplo. O museu da FIT possui um dos maiores arquivos acadêmicos de moda do mundo. Cerca de 8% dos alunos da universidade vêm de fora dos EUA. Para os estrangeiros, certificado de proficiência como TOEFL ou IELTS é obrigatório, com exceção dos cursos livres.

Custo: 12 mil dólares anuais para estudantes estrangeiros (não estão incluídos custos de vida, como alojamento ou alimentação).

Ex-alunos ilustres: Francisco Costa, Nina Garcia, Carolina Herrera, Calvin Klein, Michael Kors, Nanette Lepore, Ralph Rucci.

Ponto positivo: Como ela faz parte da State University of NY, é mais barata do que a maioria das escolas de moda.

Ponto negativo: Apesar do passado de renome, há anos a FIT não forma nenhum design de peso.

Cursos de destaque: Além dos cursos de artes e design que podem complementar a formação do profissional de moda, existe a possibilidade de fazer cursos mais específicos como Design de Acessórios, Design de Jóias, Moda Masculina, Gerenciamento de produção de moda, Mercado de cosméticos e fragrâncias, que podem ser feitos por pessoas que ainda não concluíram o ensino superior, por exemplo.

London College of Fashion

 
 
 
 
 
 
 
 

 

 

REPRODUÇÃO
London School of Fashion London School of Fashion

 

Local: Londres, Inglaterra

Além de ter toda a aura criativa que só Londres tem, a universidade é dividida em seis unidades pela cidade e conta com uma gama de cursos que vai bem além do design e da criação. Além dos cursos de graduação e pós-graduação, vale a pena conferir os cursos de verão que acontecem anualmente.

Custo: 18 mil dólares anuais para estudantes estrangeiros (não estão incluídos custos de vida, como alojamento ou alimentação).

Ex-alunos ilustres: Jimmy Choo, Alek Wek, Patrick Cox.

Ponto positivo: Mesmo dentro da área de moda, a variedade de cursos é muito grande.

Ponto negativo: Apesar de ser bastante reconhecida, a London School ainda é menos tradicional do que a Saint Martins, que fica na mesma cidade, e tem preços parecidos.

Cursos de destaque: Além dos cursos de design de moda, vale conferir o curso de jornalismo de moda. Terapias de beleza, Ciências Cosméticas, Jornalismo de moda para televisão, Curadoria de moda, Crítica, Fashion business, Moda de calçados e acessórios, Maquiagem e Styling também fazem parte do currículo.

Site: http://www.fashion.arts.ac.uk/

Royal Academy of Fine Arts

WIKIMEDIA COMMONS
Royal Academy of Fine Arts Royal Academy of Fine Arts

Local: Antuérpia, Bélgica.

Uma das escolas de design mais antigas do mundo, foi somente com o sexteto de estilistas da Antuérpia – Ann Demeulemeester, Dries Van Noten, Dirk Bikkembergs, Walter Van Beirendonck, Dirk Van Saene and Marina Yee – que a Royal Academy entrou em evidência a partir dos anos 1980. É de lá também que saiu Martin Margiela. Mas, além de falar holandês, idioma em que são ministradas as aulas, é preciso ter um pensamento de moda conceitual, inovador e avant garde.

Custo: Até o momento de finalização da matéria, a escola ainda não tinha informado os valores.

Ex-alunos ilustres: Ann Demeulemeester, Dries Van Noten, Martin Margiela, Kris Van Assche, Veronique Branquinho, Haider Ackermann, Bruno Pieters.

Ponto positivo: Além da visão avant gard dos cursos, a academia é reconhecida pela seriedade dos seus alunos.

Ponto negativo: Pode ser visto como ponto positivo para alguns, mas a carga de trabalho é tão extenuante que são frequentes as desistências por excesso de aulas. Além da formação bastante conceitual, com menos foco no mercado.

Site: http://www.antwerp-fashion.be/

Parsons The New School for Design

  

Local: Nova York, EUA.

Estudar na escola na qual palestras com Donna Karan e Proenza Schouler fazem parte da rotina é uma grande vantagem, e a maioria dos professores trabalha na área em que ministram as aulas. Além disso, a escola tem várias parcerias com lojas varejistas e grandes corporações, o que facilita a inserção dos alunos no mercado de trabalho.

Custo: 41 mil dólares anuais para estudantes estrangeiros (não estão incluídos custos de vida, como alojamento ou alimentação).

Ex-alunos ilustres: Donna Karan, Marc Jacobs, Tom Ford, Narciso Rodriguez, Alexander Wang, Anna Sui, Jason Wu, Jack McCollough & Lazaro Hernandez (Proenza Schouler), Behnaz Serafpour, Doo Ri Chung, Sophie Buhai &Lisa Mayock (Vena Cava), Flora Gill and Alexa Adams (Ohne Titel), Prabal Gurung, Steven Meisel, Thakoon Panichgul, Carmen Marc Valvo.

Ponto forte: Nenhuma escola formou tantos talentos recentemente quanto a Parsons.

Ponto fraco: O valor do curso é um dos mais altos do mundo e as classes chegam a ter 20 alunos por turma.

Cursos: Ao contrário das outras escolas de design citadas nesta matéria, os cursos da Parsons são menos específicos, abordando temas mais abrangentes como Design de Moda,  Design e Tecnologia, Design de moda e sociedade.

Site: http://www.newschool.edu/parsons/

Parsons The New School for Design Parsons The New School for Design

Central St.Martins

WIKIMEDIA COMMONS
Central St. Martins Central St. Martins

Local: Londres, Inglaterra.

Quando se trata de escolher uma escola de moda, é praticamente consenso que a Central St. Martins é a melhor. Das escolas, ela é a única a ter seus desfiles arquivados no Style.com e seus professores, como Louise Wilson, chegam a se tornar pessoas influentes para a moda mundial.

Custo: 18.375 dólares anuais para estudantes estrangeiros (não estão incluídos custos de vida, como alojamento ou alimentação).

Ex-alunos ilustres: Stella McCartney, John Galliano, Alexander McQueen, Phoebe Philo, Christopher Kane, Hussein Chalayan, Zac Posen, Hamish Bowles, Paul Smith.

Ponto forte: A St. Martins ainda é a escola de moda mais tradicional do mundo e o staff de professores é admirável. A universidade tem o peso do nome associado à qualidade do ensino.

Ponto fraco: Muitos alunos ainda se queixam das turmas grandes nas quais o professor não pode se dedicar individualmente aos alunos.

Cursos principais: Além dos cursos tradicionais como Design de Moda, Design Têxtil, Marketing de moda, existe uma gama de cursos interdisciplinares que vão de Processos Criativos a Fotografia de Moda.

Site: http://www.csm.arts.ac.uk/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: