As boas parcerias entre grifes de sucesso e lojas de fast fashion

Na Europa, a parceria entre estilistas renomados e grandes redes, como H&M, já é algo que vem acontecendo há alguns anos sempre com sucesso. No Brasil, a iniciativa também tem uma boa aceitação. Para o verão 2011, as colaborações nacionais ganham novo fôlego com marcas e estilistas importantes do calendário de moda. As grifes cariocas, aliás, são protagonistas dessa etapa da moda brasileira. Com isso, looks que custam algumas centenas de reais podem ser adquiridos por um preço bem mais em conta.

Os estilistas conseguiram transportar seus estilos para as araras da C&A e da Riachuelo com competência. Até o styling do desfile da Maria Bonita Extra (para C&A), que aconteceu em São Paulo, na semana passada, era parecido com o que vimos nas passarelas do Fashion Rio. Isabela Capeto fez uma linha exclusiva para o público infantil da rede, o que já acontecia em sua própria label desde 2008. Para a cadeia de lojas, Isabela fez peças menos trabalhadas, mais para o dia a dia, sem muita conexão com o que faz em seu ateliê. A poderosa Espaço Fashion, com uma moda feminina esperta, completa a lista de marcas que fecharam com a C&A no verão 2011.

Uma das linhas de que mais gostei foi a que o estilista Oskar Metsavaht desenvolveu para a Riachuelo, que deve fazer bonito no verão. Apesar de ter muito da grife, que é cara do Rio em qualquer lugar do mundo, o trabalho tem uma identidade própria, mais distante da Osklen original. Esta não é a primeira vez que Oskar desenvolve produtos para outras etiquetas – já criou o relógio Arpoador, para a H.Stern, e as sandálias Ipanema RJ, para a Grendene.

“Sempre me dá prazer poder apresentar meu estilo para novos grupos, novos mercados. Foi muito bacana ter a Riachuelo como parceira, o que me possibilitou total liberdade e autonomia para criar, sem ter que fazer concessões. Outro ponto que achei legal foi de trabalharmos com uma produção verticalizada, mantendo controle ao longo do todo o processo fabril”, conta Oskar. “Nesta, como nas outras ocasiões, foi um exercício muito bom já que pude expressar meu estilo em um novo contexto. São formas diferentes de pensar a criação de uma linha, mas sem deixar de lado cuidados importantes pra mim, como acompanhar e dirigir todas as fases do processo”, completa.

As peças colaborativas chegam às lojas do Rio em novembro! Será que vamos enfrentar filas quilométricas nas portas das lojas? É esperar para ver.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: